Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo » Xvideos » O dia que transei com minha prima do interior

O dia que transei com minha prima do interior

Publicado em janeiro 6, 2023
0 votes

Já era começo de ano, tempo ainda das férias, uma prima minha estava vindo ficar com a gente, ela morava no interior e tinha que fazer um curso de pouco tempo.

Eu logo pensei que ia ser um saco, iam mandar eu dar atenção a ela, levar pra sair…mas eu tinha os meus amigos, queria aproveitar, não queria ser babá de ninguém, e foi isso que aconteceu, minha mãe me falou:

– Filho, sua prima tá chegando amanhã, vê se dá um força pra ela, leva pra sair, mostra a cidade, ela precisa de uma atenção e eu não posso dar, pois vou estar trabalhando.

Eu logo questionei:

– Poxa mãe, vai sobrar pra mim? Eu quero ficar livre pra poder curtir e descansar!

Mas não teve conversa, só tinha eu pra fazer esse papel!

Quando eu acordei já ouvi vozes em casa, era um dia de domingo, meu pai e minha mãe estavam na mesa do café e com eles uma garota de cabelos castanhos, enormes e muito lindos, era minha prima!

Comi minha prima gostosa do interior

Uau…quase caio pra trás!

Ela era linda, shortinho jeans, camiseta branca, tênis, corpo delicioso, nossa!

Eu pensando que iria chegar uma jeca tatu, me enganei, ela era descolada e muito antenada, rostinho perfeito, meu número, me apaixonei!

Fui até eles e nos apresentaram:

– Prazer, prima, seja bem-vinda!

Ela sorriu e respondeu:

– Muito prazer, primo, vc é um rapagão, pensei que seria mais novinho.

Logo tive a certeza que ela pensava igual a mim, pensávamos que éramos pirralhos, mas não, éramos dois adultos, cheios de tesão!

Ajudei a guardar suas malas, ela veio comigo, colocamos no quarto de hóspedes, tive uma surpresa maravilhosa quando ela se abaixou pra pegar as malas, já vi seus seios, ela estava sem sutiã, essas férias vão ser muito boas!

Deixei ela descansando um pouco e fui bater uma punheta pensando naqueles peitos gostosos!

Mais tarde fui chama-lá para sairmos, darmos uma volta, ela disse que estava cansadinha, que deixasse pra o outro dia…que pena, mas respeitei, fui para o meu quarto, deu uma fome no meio da noite e fui ver se tinha algo pra comer, quando estava lá ela apareceu, toda de baby doll e disse:

– Você também sem sono?

Eu:

– Oi prima, sim! Vim fazer uma boquinha na madruga! Quer algo pra comer?

Ela riu e disse:

– Sim, quero sim, o que está comendo?

Eu falei:

– Tô fazendo um misto quente.

Ela disse:

-Quero, no meu coloque uma pimentinha, gosto de uma picancia!

Estávamos nós dois sozinhos na cozinha, ela já deu umas diretas, falando de picancia, rindo e mostrando o corpo, mas eu não poderia atacar sem ter a certeza que ela também queria, então fui mais afundo:

– E aí, você tem namorado?

Ela:

Fodi a buceta da minha prima do interior

– Não, eu até tinha, mas terminamos a pouco tempo!

Vi logo que ela estava carente.

Eu sou um rapaz bem apessoado, gosto de me cuidar, malho, tenho um rosto bonito, não é difícil a mulher ficar afim.

Falei a ela assim:

– Pra não fazermos barulho a essa hora aqui na cozinha quer ir no meu quarto? Lá a gente pode comer e conversar mais…

Ela deu um sorrisinho e disse:

– Pronto, vamos ao seu quarto!

Lá a gente sentou na cama e começamos a conversar mais, entramos no assunto de Sexo, eu perguntei a ela:

– Gosta de transar no primeiro encontro?

Eu pensei que ela iria ficar meio tímida, então respondeu:

– Não vou mentir pra você, eu sou o que eu sinto, se eu sentir a vontade eu faço, essas são as melhores transas, pois são aquelas que o pico tô tesão tá lá nas alturas!

Se eu já tava empolgado, agora estou mil vezes mais, vou comer pelas beiradas, se não tentar hoje tento amanhã.

E continuamos o assunto, ela muito envolvida no papo fala:

– Verdade ou desafio?

Hum, eu quis desafio, claro!

E ela perguntou:

– Desafio você a dar uma mamadinha nos meus seios!

Eu fiquei sem acreditar e falei:

– É sério? Se for é na hora!

Ela se posicionou na minha frente e eu levantei a blusa dela!

Fui pegar nos seios quando ela falou:

– Ei, é dar uma mamada, não é pegar, siga corretamente a brincadeira!

Eu estava gostando muito da brincadeira, então levantei a blusa e mamei os dois seios, os bicos ficaram bem durinhos, parecia até sonho o que estava rolando…

Então falei:

– Agora é a minha vez! Verdade ou desafio?

Ela respondeu desafio!

– Desafio você a me dar um beijo!

E nos beijamos, que beijo gostoso, molhadinho, cheio de tesão, deu mais intimidade a brincadeira!

Como nós só queríamos desafio ela já foi mandando o dela, e que desafio, hein…

Ela falou:

– Desafio você a fazer uma siririca em mim, estou muito molhadinha, vai ser muito gostoso!

Eu nem acreditei, já ia tocar na buceta da gata, e ela que estava me pedindo…aaaahh, era o meu dia de sorte!

Fui com carinho, toquei e enfiei os dedos, mexi…e fiz uma proposta a ela, já que eu já tinha mamado os peitos e dado beijo na boca, se eu poderia fazer tudo isso enquanto masturbava, ela muito ofegante responde:

– Sim, pode fazer tudo, o que você quiser!

Respondi:

-Nossa, o que eu quiser?

Ela:

– Uhum…

Então eu mamava os peitinhos dela enquanto enfiava o dedo na buceta, e ela se derretia toda.

Eu parei e propus um desafio a ela, botei logo uma coisa pesada, vê se ela iria fazer mesmo!

Falei:

– Desafio você a chupar meu pau!

Ela me olhou e arregalou os olhos, pensei que não iria cumprir, mas ela se ajoelhou na minha frente, eu tirei a rola pra fora, super dura e coloquei na boca dela…

O que foi aquilo?

Essa mulher deu aula de boquete, profissional, foi a gozada mais demorada que eu tive, eu pegava na cabeça dela e segurava com força de tanto prazer que estava sentindo…

Mas foi gozar e querer meter, eu não ia mais ficar brincando, eu mesmo joguei ela na cama, abri as pernas dela e chupei aquela delícia de buceta, a prima se contorcia toda, mordia boca, puxava meus cabelos…

E acabamos numa foda maravilhosa, um sexo gostoso, excitante, cheio de fantasias, libido, o nosso tesão estava tão alto que fomos para o chão, fizemos a noite toda!

Dormimos e acordei sem ela na cama, levantei e lá estava a safadinha, tomando café, como se nada tivesse acontecido, minha mãe saiu pra trabalhar, me deixou de babá dela, adivinha qual meu café da manhã?

Sim, fui comer a prima de novo, dessa vez na área de limpeza, ela estava colocando umas roupas na máquina e fui ajudar, falei a ela:

– Quer ajuda aí?

Ela respondeu:

– Sim!

Eu então tirei nossa roupa pra lavar, peguei ela nua, botei em cima da máquina tremendo e meti a rola!

Estamos transando toda hora, já comi o cu dela, fui o primeiro, ela gostou, pede direto, minhas férias estão ótimas, tomara que ela venha também nas férias do meio do ano, vai ser muito bem tratada, afinal primo é pra essas coisas!

5.445 views views

Contos relacionados

Trepando com a empregada no banheiro

Cleusa resolveu bater na porta do banheiro enquanto eu batia uma punheta. Abri a porta e não aguentei..

LER CONTO

Troquei o marido pelo sogro pauzudo

Oi oi gente,  vou contar minha experiência para vocês. Bom, eu tenho 23 anos, 1,80m, 70kg, peitos durinhos, e uma bunda espetacular. Cabelo cacheado, até o meio das costas, olhos castanhos, boca...

LER CONTO

Dormindo na cama do casal

Aninha encontra um ursinho de pelúcia de quando era novinha e relembra o tempo em que dormia na cama do casal Sacana. Sentindo falta deles, ela vai para seu quarto e pede que eles se lembrem dos...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 2 = ?
Deixe sua imaginação aflorar com os melhores contos eróticos reais do Brasil. Contos Picantes e Sensuais com textos bem formulados, com uma leitura fácil e agradável. São centenas de contos adultos grátis da melhor qualidade com fotos amadoras das histórias de sexo.
porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - conto erotico - quadrinhos eroticos - contos de sexo - hentai - hentai porno - caiu na net - Contos Eroticos Corno - Relatos Calientes - Amadoras
© 2023 - Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo