Traí meu marido dando o cuzinho

Publicado em novembro 30, 2021
1 vote

Olá! Estou de volta para mais um conto. Tenho 27 anos, morena cor de jambo,  cabelos escuros, lisos (levemente ondulados) e longos. Tenho 1,61 de altura e sou levemente cheinha. Meus seios são fartos, minhas pernas bem torneadas e carnudas. O que todos costumam achar de mais sexy em mim é a minha bunda, pois confesso que ela é bem provocante: grande, suculenta, macia. Do tipo que você não resiste em dar uns bons tapas.

Esta minha aventura ocorreu após conhecer um rapaz que havia comprado minhas fotos, e através disso, passou a manter contato comigo e a me conhecer um pouco mais virtualmente. Ele passou a saber do meu gosto e prazer em ser submissa na hora do Sexo, o que combinava com o gosto dominador dele. Nem preciso dizer que ficamos doidos para marcar um encontro e, felizmente, descobri que ele morava em uma cidade vizinha! E assim marcamos um encontro onde ambos já estavam cheios de tesão. Ele já havia comprado uma boa quantidade de fotos minhas, então já era de se esperar que estivesse doido para ir pra cama comigo.

Claro que marcar um encontro assim exige cuidados! Dessa forma foi tudo combinado do meu jeito, para que eu me sentisse segura, e ele concordou com tudo. Foi ele que veio à minha cidade me encontrar em um ponto movimentado, onde minha amiga estaria me acompanhando e sabendo para onde iríamos posteriormente. Obviamente marcamos em um dia que meu marido estaria fora (meu casamento já está saturado e tenho aventuras sem que meu marido saiba!).

Traindo o marido e dando o cuzinho apertado

Chegou o dia de nos encontrarmos. Primeiro iríamos dar uma volta e comer juntos discretamente como amigos, para que eu o conhecesse melhor pessoalmente. Alex era alto, esbelto, pele branca. Havia uma sutileza em seu modo de agir e falar que me provocava demais. Durante todo o nosso encontro era claro que havia muita química e tesão um pelo outro! Eu estava doida para ser dominada por aquele homem…

Nos encontramos por  volta das 16:00. Nesse dia eu estava com um vestido preto florido, maquiagem leve para me manter bem natural, batom vermelho, unhas também de vermelho, um par de tênis beges que me serviam muito bem e meias simples roxas. Modéstia à parte, eu estava muito meiga, atraente e sexy ao mesmo tempo!

Nosso encontro foi divertido e bem proveitoso, ainda que minha amiga estivesse por perto. Ele me deixou bem à vontade e foi bem sincero comigo: ele também era casado e estava ali em segredo. Aquela sensação de perigo me provocou mais ainda…

Quando minha amiga percebeu que ele era uma boa pessoa se despediu de nós dois para nos deixar mais à vontade (era minha amiga confidente e sabia de tudo!). Deixei avisado para ela sobre para qual motel eu iria. Já era noite quando eu estava no carro dele enquanto ele nos levava para o motel que eu havia marcado no GPS.

Começamos a nos beijar vorazmente ali no carro mesmo. Eram beijos cheios de desejo e tesão… ele passava as mãos em meus seios, pernas, por dentro do meu vestido… e eu passava a mão por cima do seu pau, que já estava duro demais. Como seu carro era peliculado aproveitei para mostrar mais do meu lado ousado. Enquanto ele dirigia eu abri seu zíper e pus para fora aquele pau que me dava água na boca.

Não resisti e abocanhei ele no caminho para o motel.

Era delicioso chupar aquele pau, que pareceu ser feito para caber na minha boquinha. Lambi, chupei e deixei seu pau bem lambuzado e babado. Eu o masturbava enquanto passava a língua na cabeça rosada daquele pinto… Ele arfava, mas precisava se concentrar na direção. Até que finalmente chegamos no motel. Naquela noite eu estava decidida em ser a putinha dele.

Quando chegamos no quarto já estávamos doidos! Ele me jogou na cama, abriu minhas pernas, colocou minha calcinha vermelha fio dental para o lado e começou a chupar minha bucetinha ali mesmo, sem tirar uma única peça de roupa minha!

Ele me chupava deliciosamente! Sugava meu grelinho e passava sua língua nele, só parando para abocanhar minha bucetinha toda e me deixar mais molhadinha ainda. Eu já gemia de prazer e Alex estapeava minha bunda enquanto me chupava, já que ele estava segurando minhas pernas bem pro alto. Depois de me provocar bastante eu o ajudei a se despir e ele disse:

-Você é gostosa demais. Porra! Tava doido por isso. Agora vou te comer do jeito que eu quiser.

-Então me fode, gostoso. Hoje eu sou a sua putinha!

Me surpreendi com as palavras que saíram da minha boca. Percebi que já havia me soltado muito mais após minhas outras aventuras. Não senti vergonha, pois ali eu podia ser eu mesma!

Ele tirou meu vestido e logo meu sutiã vermelho para abocanhar e brincar com meus seios, que estavam com os biquinhos bem duros e arrepiados. Depois me deitou na cama para tirar meus tênis, meias e brincar com meus pés macios (reparei que muitos homens gostavam de brincar com meus pés).

Ele chupava meus dedinhos enquanto passava a mão por cima da minha calcinha que estava toda molhada! Tirou minha calcinha, me chupou mais uma vez para me provocar mais ainda e, depois de me fazer pedir para ele me comer, ficou por cima de mim e me penetrou. Fiquei na posição frango assado enquanto ele abusava da minha bucetinha molhada. Ele metia em mim num vai e vem frenético e usava o polegar para masturbar meu grelinho. Eu estava gemendo e quase gritando de prazer. Que pau gostoso ele tinha!

Enquanto ele me fodia naquela posição, me dominando completamente, começou a dar tapas leves na minha cara. Eu estava amando aquilo e ele também! Eu apanhava quietinha, gemendo e olhando bem nos olhos dele, até que  comecei a pedir mais e mais:

-Me come, amor. Me come mais. Você que manda, gostoso. Me dá esse pau, vai!

Até que ele me mandou virar e ficar bem empinadinha pra ele, com a bunda bem pra cima e pedindo pica. Ele mandou abrir meu cuzinho com as duas mãos e eu obedeci. Deixei bem meu cu bem abertinho para ele se deliciar chupando! Eu sentia aquela língua lambuzando minha bunda e me arrepiava toda!

-Que cuzinho apertado e gostoso, putinha. Ele é todo meu agora.

-Meu cuzinho é seu… é tudo seu. –  respondi arfando.

Não costumava fazer muito sexo anal, então meu cuzinho era realmente apertadinho. Parecia até virgem. Ele pegou em sua mochila um lubrificante, passou no dedo e começou a massagear meu ânus de um jeito gostoso, às vezes me dedando um pouco mais fundo para espalhar mais o lubrificante. Não senti dor e nem fiquei nervosa. Se ele queria comer meu cu, poderia comer o quanto quiser.

-Calma que ainda não está na hora de meter nesse cuzinho gostoso. – disse ele enquanto pegava um plug anal e enfiava-o em mim bem devagar.

Ele começou a me comer de quatro. Enquanto eu levava na bucetinha sentia o plug deixando meu cuzinho menos apertado e sendo preparado pro pau de Alex. Ele metia bem fundo em mim, sem deixar de estapear minha bunda e me puxar pelo cabelo.

-Toma, putinha. Toma por trás.

Eu não podia fazer nada além de gemer de prazer naquela cama espaçosa. Olhando para o espelho via como ele me comia de quatro. Era voraz, firme… aquela visão me dava tesão demais.

Até que ele tirou da minha bucetinha e retirou o plug do meu cu. Passou mais lubrificante no meu cuzinho e na pica dele dizendo:

-Vou com calma, tá, princesa? Olha pra mim enquanto vou metendo devagar no seu cuzinho gostoso.

Olhei para trás, dominada… sentia a cabeça do pau dele entrar aos poucos no meu cu. Ele estava sendo bem cuidadoso, então não senti dor, apenas um leve incômodo no começo. Eu estava dando gemidos leves e comecei a masturbar meu grelinho enquanto ele me comia por trás lentamente…

Aos poucos ele foi aprofundando seu pau no meu cu e acelerando os movimentos, sem deixar muito rápido. Eu sentia aquela pica bombear no meu e me masturbava freneticamente. Minha bunda já estava vermelha de tanto apanhar. Estava tudo tão gostoso. Estava adorando aquele sexo sem restrições!

Ele se divertiu com meu cuzinho por vários minutos. Ele também gemia quando me mandou ficar de bruços. Meu cuzinho já estava um pouco dolorido, mas ele já havia terminado. Ele havia me deixado naquela posição para gozar na minha bunda…

Enquanto ele gemia senti aquele leitinho quente esporrar no meu rabo. Que delícia! Eu realmente fui uma putinha naquela noite!

Claro que ele também tirou fotos como lembrança. Na verdade ele acabou se tornando um comedor fixo meu. Acabamos criando uma coleção de lembrancinhas de tantos casos que tivemos e continuamos tendo, desde fotos até vídeos de sexo! (Inclusive são os favoritos de quem compra até hoje)

Arrumamos e limpamos tudo para que ele fosse me deixar próximo de casa. Muito atencioso comigo! Com um beijo nos despedimos sabendo que aquela era só a primeira de muitas noites de sexo que viriam!

Espero que tenha gostado dessa minha aventura.

Beijos e até a próxima, meus amores!

732 views

Contos relacionados

Pegando a empregada bunduda de jeito

Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!

LER CONTO

Ela quis experimentar uma DP

Sobre ela, é uma loira natural de estatura mediana, pernas grossas, olhos e pele clara, cabelo comprido e uma bundinha que é uma delícia. Pois bem, quero que saibam que essa história é...

LER CONTO

Minha primeira vez no menage

Me chamo Ana* 1,60m, cabelos loiros, 50 anos, digamos que tenho um corpo bonito para minha idade. Meu namorado se chama Julio*, 1,70m, algumas tatuagens, uma língua maravilhosa que sabe trabalhar...

LER CONTO

Comi minha prima

O fato que irei relatar aconteceu em uma cidade satelite, eu sou moreno tatuado magro, bem dotado, minha prima e branquinha, carinha de princesa, peitos grandes, bem alta  e tem 18 anos. ...

LER CONTO

Pegando um bronze

Para Os Sacanas, todo dia é dia de sol... Dona Maria e Aninha pegando um bronze e Carlinhos só de olhos nas duas de topless...

LER CONTO

Uma das melhores transa da minha vida foi com minha sobrinha

Este fato aconteceu há uns quatros anos atrás, minha sobrinha tinha seus 21 anos, na verdade ela é sobrinha da minha esposa, minha esposa é a irmã mas nova da família, a diferença de idade...

LER CONTO

Meu namorado comeu eu e minha amiga no motel

Bom... esse e meu primeiro conto, tudo aconteceu em um baile funk, minha namorada e bi mas sempre teve medo de colocar outra garota na nossa relação, mas um dia aconteceu. Eu tenho 26 anos e ela...

LER CONTO

Minha putinha sabe muito bem como me satisfazer

A putinha, ainda mais puta! Olá senhoras e senhores, estou de volta para contar as aventuras da mulher mais puta, além de linda. Os relatos, como vcs sabem, são verdadeiros e quem insiste para...

LER CONTO

Depois de muito tempo não resistir e dei o cu

Olá, tudo bem com vocês? Bom, antes de tudo me permitam dizer que o que passo a relatar, a partir daqui, não se trata de algo fabricado em minhas fantasias, porém algo que de fato aconteceu. ...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 5 = ?
Deixe sua imaginação aflorar com os melhores contos eróticos reais do Brasil. Contos Picantes e Sensuais com textos bem formulados, com uma leitura fácil e agradável. São centenas de contos adultos grátis da melhor qualidade com fotos amadoras das histórias de sexo.
porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - conto erotico - quadrinhos eroticos - contos de sexo - hentai - hentai porno
© 2022 - Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo