Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo » Gay » Uma noite no acampamento dando a bundinha

Uma noite no acampamento dando a bundinha

Publicado em dezembro 18, 2020
0 votes

Eu tinha 29 anos, recém-formado em licenciatura em Educação Física.

Um dia, fomos acampar numa reserva florestal. Ficamos alojados num acampamento próprio para estudantes e professores. Como as barracas eram mínimas, eu fiquei alojado numa barraca de estudante, com um aluno de 18 anos…tudo bem! Seu nome era Matheus(*).

Dei minha bunda no acampamento

Eu já havia planejado o roteiro de nossa caminhada do dia seguinte, orientado por nossa equipe sobre o plano de exploração da região. Na barraca, resolvi tirar a roupa e ficar apenas de cueca (branca) na barraca junto ao garoto que comigo fora imposto para dormir. Deitei-me ao seu lado com a bunda pra cima, sonolento, uma cueca branca com partes de minha bunda lisa à mostra e me cobri. O garoto viu esse meu jeito de ir dormir e começou a me observar. Alguns minutos depois, eu acordei pelo barulho dos gemidos do garoto se masturbando e percebi que o lençol que me cobria estava sob meus pés, revelando minha bunda empinada e com as pernas abertas.

Em um determinado momento, ele esfregou seu pênis em minha bunda e deixei isso acontecer. Passou a mão em minha bunda e apertou. Eu fingi que dormia e até emiti roncos. Senti sua mão acariciando minha bunda e seu dedo explorando meu ânus. Fiquei excitado, mas permaneci como se estivesse dormindo. Ele baixou minha cueca e deixou à mostra minha bunda volumosa. Com as duas mãos, ele abriu minha bunda e começou a passar a língua no meu cu rosado e sem pelos. Achei isso um tesão e fingi que estava dormindo.

Meteu um, dois, três dedos e comecei a gemer como se estivesse acordando. Ele parou, mas quando eu separei mais as pernas, com a cueca arriada no meio das pernas, deixando a bunda empinada, ele começou a lamber meu cuzinho rosado sem pelos. Eu deixei isso acontecer, fingindo que ainda estava dormindo e ressonando. Ele, então socou três dedos em meu rabo liso com movimentos rápidos e eu gemi. Era o sinal que ele esperava. Eu troquei de posição ainda fingindo que estava dormindo e fiquei de lado para ele. Sua respiração era ofegante e senti a cabeça de seu pau roçando em minha bunda. Ele pincelou e esfregou a cabeça de seu pau no meu cu.

Era um pau quente de um jovem adolescente querendo fuder. Numa posição de quem estava dormindo, afastei as pernas e liberei o cu para ele. Percebi que a cabeça do pau dele era maior que uma bola de ping-pong. Ele se ajeitou de uma forma que encaixou seu pau na direção de meu cu e começou a meter o pau em meu rabo. Ouvi que ele cuspiu no pau duro e começou e querer meter em meu cu. Eu arrebitei minha bunda com o buraquinho mais à mostra e ele tentou enfiar o pau em meu cu. Senti o pau dele querendo atolar meu rabo. Ele foi devagarinho, com movimentos de vai-e-vem, entrou a cabeça do pau. Sempre afastando minha bunda com as mãos. Um pau quente e pulsante. Não deu mais para eu fingir. E eu disse ao garoto:

– Ô, garoto, que cê tá fazendo?

– Deixa rolar, chefe! – com respiração ofegante.

Eu deixei e ele meteu seu pau no meu rabo com vontade. Ele meteu tudo. Senti as bolas dele batendo em minha bunda e seu pau tudo dentro do meu rabo. Ele metia e tirava do meu cu. Ele pediu pra eu ficar de quatro com a bunda empinada e fiz isso. Ele meteu tudo e senti os pentelhos loiros dele roçando minha bunda. Num movimento cada vez mais rápido, ele gozou no meu cu gemendo e tirou o pau de minha bunda. A porra escorreu pelas minhas pernas e ele apanhou com a mão em concha e meteu em minha boca. Uma porra quente e deliciosa que eu adorei beber.

Na noite seguinte, ele dormiu em outra barraca e nunca mais tive contato com ele. Voltamos para o colégio, ele desapareceu. Hoje sou um professor aposentado, mas ainda me lembro desse garotão de que me deu imenso prazer.

(*) Nome fictício.

4641 views
Gay

Contos relacionados

Pegando a empregada bunduda de jeito

Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!

LER CONTO

Dei o cuzinho ao caminhoneiro

Olá pessoas que gosta de um conto bem picante. Relato vivenciado. Sou Marcus (nome fictício), na época tinha 18 anos, 1.65 altura e 59kg. Quando voltava do colégio a noite passava em um posto...

LER CONTO

Dando para o vizinho gato

O vizinho sempre que me olha dá uma piadinha, só que nunca levei fé porque ele é casado. No entanto, pelo fato de sermos vizinhos somos amigos, pois bem depois disso ele sempre vivia passando a...

LER CONTO

Meu primeiro boquete

Sou casado, tenho filhos e sempre me relacionei com mulheres. É verdade que, quando mais jovem, fiz algumas coisinhas com homens, geralmente no papel de ativo, mas nada muito sério, exceto uma...

LER CONTO

Pegando um bronze

Para Os Sacanas, todo dia é dia de sol... Dona Maria e Aninha pegando um bronze e Carlinhos só de olhos nas duas de topless...

LER CONTO

Dei meu cu para o caminhoneiro na cabine carreta

Olá! Sou um cara de 30 anos, branco de 1,68 cm, medico e bem singelo, muito discreto, porem muito puto, amo sexo... Nessa quarentena, estava eu em casa bebendo minha cerveja de cada dia, resolvi...

LER CONTO

Transei com meu melhor amigo

Essa história é real e aconteceu comigo e o meu melhor amigo,  que eu já desconfiava que era gay. Somos amigos já faz muitos anos, temos a mesma idade, 1 mês de diferença, eu mais novo. Na...

LER CONTO

Transando com o garçom

O ano passado foi um ano de muitas mudanças e experiências, eu morava em uma cidade e iria voltar para minha cidade natal, em um mês, era uma fase de despedidas, terminar os casinhos e tomar a nova...

LER CONTO

Mamada bem gostosa na minha rola

Olá... vivo em Lisboa sou casado, heterossexual e tenho 55 anos. O que vou contar é verídico e pretendo repetir o que aqui vou contar. Fui criado numa zona de Lisboa, onde por necessidade...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 1 = ?
Deixe sua imaginação aflorar com os melhores contos eróticos reais do Brasil. Contos Picantes e Sensuais com textos bem formulados, com uma leitura fácil e agradável. São centenas de contos adultos grátis da melhor qualidade com fotos amadoras das histórias de sexo.
porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - conto erotico - quadrinhos eroticos - contos de sexo - hentai - hentai porno
© 2021 - Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo