Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo » Contos Picantes » Transei com o marido desejando sentar na rola do vizinho

Transei com o marido desejando sentar na rola do vizinho

Publicado em setembro 11, 2021
0 votes

Somos um casal e hoje vou relatar o que aconteceu com a gente incluindo um vizinho nosso.

Eu sou morena clara tipo mulherão, seios fartos, bunda grande. Meu marido é branco magro com o corpo tatuado.
Moramos na zona rural em um sítio onde ele ajuda o vizinho a cuidar da pequena lavoura de café e uma horta com todas as verduras possíveis, ele sai pra vender na cidade todo fim de semana.

O vizinho perdeu sua esposa recentemente por conta da covid e anda bem triste últimamente sempre convidamos pra jantar, almoçar, churrasco, ir a missa e tudo mais pra ele não se sentir sozinho.

Ele é um coroa com seus 52 anos, é forte, alto, e tem uma voz bem grossa.

Depois que a esposa dele faleceu eu comecei a faxinar a casa dele toda semana. Uma vez eu estava lavando as roupas dele, lavando a casa e ele chegou, eu estava toda molhada, com um short de pano mole bem curto, e uma blusa branca de alcinha, como eu não estava de sutiã dava pra ver perfeitamente o formato do meu peito. Mas não foi de propósito, ele nunca aparece enquanto eu estou lá. Ele pregou os olhos em mim e me cumprimentou olhando a minha buceta raxando no short. Fiquei meia excitada, ele logo chegou e saiu.

Fui pra casa pensando naquilo e eu necessitava de uma siririca, porque minha xota não parava de melar a calcinha.
Peguei meu pau de borracha me deitei na cama e soquei enquanto passava o dedo no clitóris, imaginei a cena do vizinho chegando e me encarando daquele jeito, gozei loucamente.

Quando meu marido chegou fui conversar com ele.
– To achando o vizinho tão tristinho, vc tem que chamar ele pra vim mais aqui em casa, o coitado deve sentir muita falta da mulher dele.

-Tem razão, mais eu convido sim, ele que é muito na dele e prefere não incomodar a gente.

-Entao vamos nós até a casa dele, lá a gente toma uma cerveja com ele, e eu cozinho.

-Ele topou e a gente foi.

Chegando lá o vizinho tinha acabado de tomar um banho, tava com um perfume forte e uma bermuda sem camisa. Dava pra ver a marquinha descendo pra dentro da sua bermuda mostrando o formato da sua virilha.

Ele ficou alegre com nossa visita, sentamos na área de sua casa e tomamos uma conversando olhando o sol se por nas montanhas.

Logo eles começaram reclamar que estavam com fome e então eu fui pro fogão. Fiz um arroz com tutu, couve, carne de vaca e angu. Eles comeram de boca cheia.

O vizinho me elogiou e pediu que eu fosse mais vezes cozinhar pra ele. Agradeci e falei que iria sim.

Depois de mais algumas latas, foi ficando tarde e a gente decidiu ir embora, na hora de despedir o vizinho me deu um abraço e meus peitos colocaram nos dele, ele me apertou forte e minha buceta já melou novamente.

Fomos pra casa e tomamos um banho juntos, já entramos no banheiro aos beijos, quando ele socou a mão na minha calcinha e sentiu ela toda molhada perguntou.

-Por que esta assim? Tão meladinha. Falou socando um dedo me fazendo gemer.
-Só estou com vontade amor!
-Será que é isso mesmo? Parece que ele falava já sabendo que eu estava com tesão pelo abraço do vizinho.

Nisso ele me encostou na parede com a bunda bem empinada eu pedi pra ele socar tudo. Numa só estocada já senti algo escorrendo nas minhas pernas. Que tesão que eu estava!

Tomamos banho e fomos pra cama. Eu não tirava o vizinho da cabeça então decidi dormir e não transar naquela noite pra não correr o risco de gemer chamando pelo vizinho.

No dia seguinte era dia do vizinho ir vender na cidade, fiquei triste porque eu queria que ele viesse ou a gente fosse na casa dele. Agora eu só sinto vontade de ficar perto dele, e minha xota mela toda vez que penso nele.

Já estávamos prontos pra dormi quando ouvimos um carro vindo, com certeza era o vizinho chegando da cidade.
O que nos estranhou foi a velocidade que o carro vinha, ele não costuma correr.

Abrimos uma pontinha da janela e realmente era o carro dele, parou de uma vez e ele entrou pra dentro batendo a porta. Ele tava estranho.

Fechamos a janela e sentamos no sofá pra qualquer coisa estarmos atentos, caso ele precisasse de alguma coisa. Parecia irritado.

Tesão pela rola do vizinho e fodendo com o marido

Minutos se passaram e tudo estava quieto.
-Ele deve ter dormido, vamos também. Amanhã cedo eu vou até lá ver se esta tudo bem. Meu marido disse e a gente foi pro quarto.

Deitamos mais eu não consegui dormir.

Quando era de madrugada escutamos gritos vindo da casa dele, choros, não ouvimos direito mais saímos correndo pra casa dele.

Meu marido de calção sem cueca e sem camisa e eu com uma camisola branca transparente sem soutien.
Chegamos lá e o vizinho estava chorando, com a roupa toda estrapalhada.

-Que saudade da minha muie! Ele disse abraçando meu marido caindo no choro.

Meus olhos encheram de lágrimas na hora.
-Calma, é recente, isso vai passar, e a gente está aqui pro que você precisar. Eu falei me aproximando deles.
-Vamos levar ele pro quarto! meu marido disse e a gente seguiu.

Deitamos ele na cama mais ele não queria ficar, disse que estava tudo rodando.

Meu marido pediu pra que eu procurasse um remédio enquanto ele tirava as roupas do vizinho pra dar um banho gelado nele.

Sai pela casa procurando um remédio e finalmente encontrei depois de revirar tudo. Peguei o remédio e segui pro quarto, o vizinho agora estava só de cueca. Parei na porta.
-Vem me ajuda aqui, ele é pesado.

Fui e coloquei um braço dele no meu pescoço e outro o marido colocou no seu. Fomos pro banheiro com ele e socamos ele na água fria. Ficamos os três molhados.

Depois disso voltamos pro quarto, deitamos ele na cama novamente demos o remédio e meu marido começou enxugar ele. Os peitos, os braços, e pulou pras pernas. Depois que acabou era a hora de tirar aquela cueca molhada dele. O vizinho estava a ponto de dormir.

-Quer que eu saia? Perguntei.
– Não, claro que não amor.

Nisso ele abaixou a cueca e me espantei com o tamanho. Devia ter uns 14 cm dormindo. Imagine a delícia que é acordado. Meu marido ia enxugando e o danado ia subindo, meu marido me olhava e minha buceta babava.

Quando ele acabou de enxugar o garotão estava em pé, ficamos ali parados sem saber o que fazer, o vizinho já tinha levado no sono.

– E aí amor? Tá animada?

Meu marido veio me beijando com a respiração ofegante, pude perceber também que seu pau estava duro. Ele ia me beijando e passando a mão na minha bucetinha por cima da calcinha, que já estava molhadinha por sinal.

-Ele saiu do beijo e disse: Quer chupar ele?

Imediatamente comecei a chupar o pau do meu marido, olhando para rola do vizinho e desejando ser penetrada por ele. E ali mesmo meu marido acabou metendo na minha bucetinha molhada e eu gozei muito.

Espero que uma dia tenha a oportunidade de realizar esse sonho e foder bem gotoso na rola do vizinho, só de pensar eu já fico toda molhadinha.

472 views

Contos relacionados

Primeira vez no ginecologista

Gatinha de 18 anos foi no ginecologista e acabou ficando excitada com o médico bonitão

LER CONTO

Meu amante é o primo pauzudo do meu marido

Meu nome Paulinha (fictício), sou casada há 11 anos, tenho 32 anos mais desde de novinha gostei muito de sexo. Despertei meu interesse por me masturbar e fazer sexo, sou muito viciada. Ao longo...

LER CONTO

Passeio de jet-ski com a loira gostosa e transamos na ilha deserta

Era sábado de manhã, um dia de verão, daqueles bem quentes, eu tinha combinado com uns colegas de irmos até a praia e andar de jet ski, sempre era muito divertido e prazeroso, pois tinham diversas...

LER CONTO

Poder Prazer Sedução e Sexo

Sr. M. é o CEO de uma famosa multinacional, um homem cheio de poderes e responsabilidades, centenas de funcionários sob seu comando o tempo todo. Ele é conhecido nos ambientes sociais como sendo um...

LER CONTO

Pegando um bronze

Para Os Sacanas, todo dia é dia de sol... Dona Maria e Aninha pegando um bronze e Carlinhos só de olhos nas duas de topless...

LER CONTO

Transei com a gata da academia em uma terreno baldio

Olá, vou contar aqui uma história que mais parece enredo de filme pornô(rs) mas aconteceu comigo. Estava numa fase muito ruim e não tinha ânimo pra nada. De tanto meus colegas e familiares...

LER CONTO

O amante em casa na primeira vez

Vou contar agora o encontro que tivemos em nossa casa. Depois de 4 encontros para ménage com o nosso amigo e mais um dela sozinha com ele, decidimos então marcar um encontro em nossa casa para...

LER CONTO

Meu namorado comeu eu e minha amiga no motel

Bom... esse e meu primeiro conto, tudo aconteceu em um baile funk, minha namorada e bi mas sempre teve medo de colocar outra garota na nossa relação, mas um dia aconteceu. Eu tenho 26 anos e ela...

LER CONTO

Transei com a amiga virgem da minha ex

Olá pessoal! Tenho 18 anos sou solteiro, magro (70kg), 1,70 de altura e um pau de mediano (17cm) moro em uma cidade pequena e esse conto tá fresquinho aconteceu recentemente. Há um tempo atrás...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 4 = ?
Deixe sua imaginação aflorar com os melhores contos eróticos reais do Brasil. Contos Picantes e Sensuais com textos bem formulados, com uma leitura fácil e agradável. São centenas de contos adultos grátis da melhor qualidade com fotos amadoras das histórias de sexo.
porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - conto erotico - quadrinhos eroticos - contos de sexo - hentai - hentai porno
© 2021 - Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo
error: