Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo » Gay » Transei com o cara do hotel durante nossa hospedagem para um curso

Transei com o cara do hotel durante nossa hospedagem para um curso

Publicado em março 24, 2021
0 votes

Eu…Sou claro, 1,73, 78kg, cabelo liso, 50 anos, casado.  Ele… um moreno claro, 1,70 uns 70kg, 52anos divorciado.

Tudo aconteceu durante um curso que fiz. Como tinha muitas pessoas não dava para conhecer todos, estava com uns 3 amigos sentados na varanda do hotel conversando e bebendo, como estava meio friozinho eu pedi uma garrafa de vinho e meus amigos na caipirinha. Como eles beberam mais rápidos se recolheram cada um em seu apartamento eu fiquei para terminar o meu vinho tranquilo e aos poucos foi esvaziando o bar.

Fiquei sentado e na mesa ao lado outra pessoa, um cara, o tempo todo no telefone e dava para ver que era discussão, mas como não tinha nada a ver continuei verificando minhas redes sociais e bebendo meu vinho até que notei que o rapaz estava meio que chorando, isso me chamou atenção e prontamente perguntei se estava tudo bem e se precisava de alguma coisa, ele falou tudo bem, agradeceu e continuamos cada um na sua mesa.

Ele se levantou e saiu, mas vi que não tinha ido embora, foi no banheiro e quando voltou pegou o copo chope e pediu se podia sentar-se na minha mesa para conversar já que tinha oferecido antes, falei claro fique à vontade, ele se sentou.

Começou a me explicar o motivo de estar discutindo que era a ex-mulher dele que fica fazendo chantagem com ele por motivos particulares e que não estava mais aguentando tanta pressão, estava num outro evento mas no mesmo hotel e continuamos a conversar, meu vinho estava acabando ele perguntou vai beber mais uma garrafa te ajudo, falei poderia ate ser mas estava ficando muito frio, ele se preferir podemos ir no meu apartamento e continuamos a conversa e bebemos lá, se vc não se importar e não ter problema, falei não por mim tudo bem.

Fodendo com o cara do curso

Pedimos outra garrafa para ser entregue no quarto dele e subimos, falei vou dar um pulinho no meu quarto e logo volto. Fui liguei para minha mulher como sempre e peguei um casado e me dirigi para o quarto dele, quando cheguei tinha uma mesa com queijos, frios e vinho que me assustei, nossa que banquete, ele vc foi muito educado comigo é o mínimo que posso fazer.

Começamos a conversar e beber, comer e ficamos mais soltos até que ele me falou que o problema que a ex dele tinha contra é que se separaram por ele ter pulado a cerca e rimos, mas não teve perdão ela não porque não foi muito normal. Falei como assim normal, ele falou que separaram já se faziam uns 12 anos e foi porque ela desconfiava que eu tinha transado com o sobrinho dela que é cdzinha, ela não perdoou, mas nunca falou para ninguém o motivo.

Nisso nós já estávamos na segunda garrafa e rimos junto da situação aí perguntei, mas vc teve este envolvimento com o rapaz, ele falou até hoje, eu e ele juramos que não houve nada, mas aconteceu e muitas vezes.

Caralho (desculpa), que coisa maluca ele se vc conhecesse não ia falar isso é muito especial não pude evitar, nisso derramei vinho na minha calça ele pegou um pano e veio me limpar perto do joelho e meio de lado se apoiou com a outra mão no meu colo e nos olhamos, eu estava com tesão só de escutar a história dele que tinha me contado como o primo dela era e pediu desculpa, falei não tem nada fique a vontade, ele se virou e me deu um beijo assim de supetão e falou fiquei e você.

Foi a gota do vinho, olha que uma situação dessa nunca tinha me acontecido eu já tive com outros garotos, mas a muito tempo. Correspondi o beijo e as mãos percorriam nossos corpos e fomos nos livrando das roupas o vinho falando alto e quando notei estava deitado, ele mamando meu pau, mordiscando todo, eu gemendo.

Eu sempre fui ativo liberal e nessa não sei porque chegamos a ficar num 69 que ele pedia enfia o dedo no meu rabo também, ele bem limpo lisinho pau bem menor que o meu chupamos até eu falar para se não vou gozar, eu mamava o rabo dele, enfiava a língua no cuzinho ele gritava, gemia e pedia mais, uma delícia, ele fazia umas coisas que eu só tinha feito com mulher colocava meu saco uma boda de cada vez na boca e chupava que tesão maluco eu ficava louco.

Ele pegou na bolsa um pacote de camisinha e um tubo de KY e falou fique a vontade para usar o que quiser, nessa hora falei vou usar so o KY porque vc parece ser muito apertado e meu pau não vai entrar fácil (meu pau tem uns 16cm mas é muito grosso e cabeçudo) ele tudo bem também acho melhor.

Ele me fode de 4 primeiro, pegou meu pau deu uma ótima mamada colocou KY e falou vem, lambi aquele cuzinho delicioso novamente, me posicionei encostando a cabeçona da pica na portinha do cu e forcei ele deu uma gemida e a cabeça entrou, para, para esta pegando fogo, fiquei parado para ele relaxar e começou a se mexer e forçando a bunda eu só tendo aquela visão deliciosa e foi entrando aos poucos com gemidos e gritinhos até que senti tocar meu saco na bunda dele, abrasei ele se virando para trás e nos beijamos de novo, eu socava ele gemia e tentava se masturbar mas não conseguia, tirei a mão dele e comecei a punhetar aquela pica que mamei antes ele gemia muito, coisas que eu nunca tinha imaginado em fazer e foi acontecendo até que falei para que não quero gozar assim.

Fui tirando meu pau do cu dele que pulsava, deitei ele de frente e fomos no frango assado, mordiscava os mamilos dele, beijava e direcionando minha pica no cuzinho que entro direto ele gritou muito falando não para me enche de leite, eu metia muito que tesão a minha mão e a dele masturbava a pica dele junto parecia dois adolescentes fudendo pela primeira vez até que urrei de prazer e começamos a gozar praticamente juntos enchi o rabo dele de leite ele gozou em nosso meio que espirou até no pescoço, que gozada inesquecível, ficamos parados, eu dentro dele com o pau latejando, nos beijando e carinho até que meu pau amoleceu e começou a sair do cuzinho dele.

Caímos um para cada lado, ele foi pegar o vinho para darmos uma relaxada bebemos um pouco ele pediu posso te fazer uma massagem com o vinho, falei estou flutuando, fique a vontade no prazer, me virou de barriga para baixo e colocava o vinho na boca ia derramando nas minhas costas para quebrar o frio e massageando, que delicia quase dormi de gostoso, foi descendo até perto da minha bunda ai me contorci ele fica tranquilo, e continuou com o vinho lambuzando tudo.

Comecei a sentir o vinho escorrer no meio das minhas pernas e abri um pouco que molhou todo meu saco ele muito carinhoso começou a lamber minhas costas toda a onde tinha vinho e descendo ate chegar nas nadegas, mordiscava e gemia, comei a ficar com tesão e relaxando ele lambia tudo passava perto do meu rabo e descia ate o saco voltava eu comecei a me contorcer ate que ele parou no meu rabo e lambeu, nossa que tesão louco fiquei de pau duro na hora ele viu como gostou posso continuar falei segue em frente e começou a me lamber, mais vinho e lambia meu rabo que cheguei até me erguer um pouco, ai ele pegou um travesseiro e colocou por baixo me arrebitei e me abri bem relaxado uma língua já tinha sentido da minha mulher mas coisa rápida.

Ele ficou um bom tempo lambendo meu cuzinho ele piscava, voltou me beijar e falou posso continuar, aposto que vai curtir se não eu paro, eu falei o que seria, ele posso continuar não precisa falara nada só me beije se posso nos beijamos ele voltou a descer lambeu muito e falava viu como é gostoso não tem nada de mais. Ele sentou na minha bunda me beijava, massageava minhas costas e foi se ajeitando sarando, esfregando o saco no meu rabo eu relaxei de novo, me abriu bem, deu uma lambida que molhou até por dentro, nisso eu estava gemendo de tesão e se posicionou com a pica dele na porta do meu cu, pincelou eu me contrai calma relaxa nada vai acontecer se um de nós não querer, pegou minha mão e levou no pau dele que esta hora estava forçando o meu cuzinho e falou esta em tuas mãos, me masturba, puxa ou empurra vc que comanda meu tesão e forçou um pouco.

Soltei o pau dele e com as duas mãos puxei ele pela costas forçando entrar em meu rabo virgem e empurrei meu cu para trás e gritei porque entrou a cabecinha da pica dele é pequena mas dói muito e fiquei louco que coisa diferente o que eu estava fazendo e mandei ele enfia tudo logo, me fode não é isso que vc queria, fode mais que esta doendo. Ele esta doendo muito eu nem imagina a dor, ele imagino sim veja a diferença de pica da tua par a minha imagina a dor que senti quando vc me fudeu, e bombeou mais um pouco eu fui ficando de 4 nunca imaginei em passar por isso.

Ele pegou no meu pau e começou a masturbar mas foi muito rápido comecei a gozar muito ele me espera cu safado e senti o pau dele engrossar um pouco e escorrer aquele esperma quente no meu anus, que gozada que até hoje lembro, nunca mais dei para ninguém.

Ficamos mais três dias nos cursos e trepamos muito, ele me comeu, acho que umas 5 vezes, eu também, delicia, foi uma coisa sem pensar e que delicia ele falou que esta do vinho tinha aprendido com a prima cd só que com ela ele sofria porque tem um pau bem maior que o meu, falei não quero provar o teu é ótimo.

Até hoje nos comunicamos, mas ainda não surgiu oportunidade, esperamos que venha logo.

2642 views
Gay

Contos relacionados

Pegando a empregada bunduda de jeito

Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!

LER CONTO

A primeira vez que paguei um boquete no cinema

Em uma certa tarde de sábado, falei pra minha esposa que iria ao campo ver os pessoal jogar, ela sabe que quando vou ao campo só chego em casa de noite. Ao invés de ir ao campo já estava com...

LER CONTO

Dando o cu para o amigo no Camping

Serão utilizados nomes fictícios para esse conto. Perdi minha virgindade no acampamento. Meu nome Caio, na época, estava no curso de biologia, estávamos numa aula de campo, íamos ficar 4...

LER CONTO

Suruba na balada LGBT

Me chamo Saulo (fictício) e esse fato ocorreu numa balada LGBT de uma determinada cidade. Estava recém chegado na cidade e tinha saído na noite  para conhecer as baladas. Fui em balada LGBT ...

LER CONTO

Pegando um bronze

Para Os Sacanas, todo dia é dia de sol... Dona Maria e Aninha pegando um bronze e Carlinhos só de olhos nas duas de topless...

LER CONTO

Mamei meu personal trainer no vestiário da academia

Era uma noite fria... Após um treino intenso, eu e meu personal trainer, fomos para o vestiário da academia para tomar uma ducha, e tirar a exaustão do corpo. Dava para perceber pelo volume da...

LER CONTO

Um homem de 40 virou cdzinha de 20 e me deu muito tesão

Isso aconteceu já fazem alguns uns anos. Conheci uma pessoa em um evento corporativo bem interessante, descendente de oriental, casado com sua esposa junto os dois bem apresentados e interessantes,...

LER CONTO

Punheta irmão com irmão

Meu irmão era mais novo que eu, mais muito safado e quando ia dormir sempre tocava uma punheta. Era viciado em punheta e eu sempre olhava e claro, quando ele gozava era algo incrível, muita porra, e...

LER CONTO

Uma noite que trepei com vários

Sou casado, 40 anos e sempre que pude tive minhas experiências com gays, travestis e suruba com casais! Mas hj preciso contar uma loucura que fiz em uma noite, quando minha esposa tinha viajado! ...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 4 = ?
Deixe sua imaginação aflorar com os melhores contos eróticos reais do Brasil. Contos Picantes e Sensuais com textos bem formulados, com uma leitura fácil e agradável. São centenas de contos adultos grátis da melhor qualidade com fotos amadoras das histórias de sexo.
porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - conto erotico - quadrinhos eroticos - contos de sexo - hentai - hentai porno
© 2021 - Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo
error: