Minha primeira dp

Publicado em novembro 4, 2020
3 votes

Gostaria de compartilhar com vocês uma deliciosa experiência que tivemos ao realizar uma fantasia sexual que há tempos queríamos fazer.

Somos muito bem casados, estamos na faixa dos 40 anos, temos ótimo nível cultural. Sou do tipo de mulher que adora se exibir em roupas provocantes, curtas e decotadas, saltos altos, pois gosto de chamar a atenção de outros homens por onde passo e meu marido sempre me incentivou a fazer isso. Somos muito felizes, amamos a vida e como todo casal, temos várias fantasias e uma delas é que tivéssemos mais um homem em nossa cama.

Tenho 1,60m, seios médios, coxas grossas e roliças, pele lisinha, bumbum guloso, e sempre cheirosa. Meu marido tem 1,75m,cabelos quase grisalhos, charmoso e gostosinho.

Tudo aconteceu em uma viagem que fizemos. Chegamos ao hotel num sábado pela manhã. Nos acomodamos na suíte, arrumando as nossas bagagens, logo depois, vesti meu biquininho e saímos para dar uma voltinha pela praia. Estava toda empolgada e excitada, pois havia muita sensualidade na atmosfera daquela cidade.

Pela orla da praia, vinha caminhando um rapaz moreno, todo bronzeado, porte atlético e tinha uma cara de safado, do jeito que eu gosto, ele tinha acabado de sair da agua usava uma sunga branca que estava molhada e que evidenciava bem o tamanho do seu pau, que eu não pude deixar de olhar devido ao volume que aparecia. Nem disfarcei minha atração e fui logo dando aquela encarada e ele retribuiu com um sorrisinho bem sacana.

Comentei com o meu marido a respeito do rapaz e disse e que havia o achado muito gostoso e que tinha um pau enorme. Ficamos excitados imaginando uma transa entre nós três e esse foi o assunto para o dia inteiro.

Passamos o dia na praia, tomando banho de sol e de mar e fiquei bem bronzeada, com uma marquinha bem definida. À noite, fomos ao restaurante do hotel para jantarmos. Vestia um vestido tubinho branco bem curto e colado com o qual me sinto muito sensual, porque deixa em evidência as minha coxas e a marca da tanguinha que eu usava, e como já disse, meu marido adora quando me visto assim. Chegando lá, qual não foi a minha surpresa, lá estava o tal rapaz; senti um friozinho na barriga e comentei com o meu esposo, que fez questão de sentar-se em uma mesa ao lado da dele.

Nos apresentamos, seu nome era Maurício(*), 32 anos, e tinha vindo com uns amigos passar as férias. O papo estava muito bom, logo nos sentimos bem a vontade e depois do jantar decidimos ir tomar algo num quiosque da praia, que era bem em frente ao hotel. Após vários copos de cerveja, a conversa foi ficando mais apimentada e acabamos falando sobre sexo e fantasias sexuais e que uma delas era transar com mais um homem.

Minha primeira dp

Nesse momento, Maurício sentindo o clima de tesão no ar, me deu um beijo na boca, foi passando sua mão em minhas coxas, começou a beijar meu pescoço, apalpar meus seios e com a outra mão, abriu as minhas pernas, afastando a minha tanguinha para o lado e penetrou minha xaninha com o seu dedo , que nesse momento já estava toda molhada. Eu apertava o pau dele que estava tão duro que quase saia por debaixo do short. Estava com muito tesão e então meu marido sugeriu que fossemos para o hotel, para ficarmos mais à vontade.

Quando entramos no quarto, Maurício já foi me beijando e me apertando com suas mão firmes. Foi subindo suas mão pelas minhas coxas, levantando o vestidinho. Ele beijava o meu pescoço e ia descendo a sua língua até chegar nos meus peitinhos, que ficaram com os bicos durinhos. Meu marido me abraçava por trás , mordiscava a minha nuca e sussurrava coisas no meu ouvido. Estava toda arrepiada!

Segurava no pau do meu marido que saltava pela cueca de tão duro que estava. Maurício ajoelhou-se na minha frente, colocou uma das minha pernas sobre o seu ombro, afastou a minha tanga para o lado e começou a chupar meu grelo, isso me deixou com tanto tesão que quase gozei nessa hora, então abaixei-me e passei a chupar o pau do meu marido, e nisso Maurício logo tirou o seu pau para fora e foi enfiando em minha boca também. Era em pau enorme e grosso, mal consegui abocanhá-lo. Estava duro como uma pedra e escorria um mel que o deixava todo melado. Chupava os dois como nunca havia chupado antes. Estava louca de tesão.

Pedi pro Maurício me foder; queria sentir aquele pau preto me invadindo. Pus-me de quatro na cama, meu marido deu uma camisinha pro Maurício usar. Ele rasgou a minha calcinha e com uma só estocada enfiou aquele tarugo enorme em mim. Me segurou pela cintura e dava fortes estocadas na minha bucetinha. Ai delícia de rola !

Enquanto Maurício me fodia, eu engolia a pica do meu corninho que delirava ao ver outro macho me possuindo. Eu gemia alto de tanto tesão! Sentia-me como uma cadela no cio sendo disputada por dois machos.

_ Vai Maurício, fode a minha mulher, tem que ser muito macho pra apagar o fogo dela. Mete essa pica na minha puta!…Ela tá adorando ….Bate na bunda dela! Ela adora!

_ Vai amor, rebola na rola dele vai! Eu sei que você está adorando levar pica de outro macho…

Não aguentei mais, soltei um grito e gozei.

Trocamos de posição. Meu maridinho deitou-se na cama e eu fui por cima dele. Comecei a cavalgá-lo. Ele estava todo tesudo, segurava firme nos meus quadris e dava uns tapinhas no meu bumbum, do jeito que eu gosto. Nos beijamos e disse que estava adorando ser “a putinha do Corno”. Nisso Maurício veio com o seu pau em direção à minha boca e eu dei aquela chupada. A cabeça era tão grossa que parecia um “cogumelo” .Fui passando a língua na cabeça e deslizando até às bolas enquanto o punhetava; fui engolindo até não caber mais na boca e fazendo movimentos com minha língua; ele delirava e gemia:

_ Ah! que boca você tem, chupa minha rola sua safada!

Eu chupava e olhava para ele e via sua cara de tesão. Meu marido mandou que ele colocasse novamente uma camisinha, pois queria me ver sendo o “recheio de um sanduíche”.

Ele veio por trás, lambeu o meu cuzinho, enfiou um dedinho e o lubrificou. Encostou o seu enorme pau na portinha dos fundos e com cuidado foi tentando entrar em mim. Foi empurrando e eu achei que não iria aguentar. Mandei parar:

_ Não!…. para eu não aguento esse pau no meu cuzinho…. ele é muito grosso, você vai acabar comigo!…

Meu marido me abraçou firme fazendo o meu corpo colar sobre o dele e deixou o meu cuzinho à mercê daquele macho com aquela pirocona enorme e disse para ele enfiar no meu rabo. O Maurício encostou aquela rola bem na portinha do meu cuzinho; fui sentindo a cabeçorra do seu pau me rasgando toda e ele foi enfiando aquela tora, que me invadia sem dó. Eu gritava alto, sentia-me uma verdadeira Puta sendo arrombada por duas varas.

_Vai sua Puta, leva rola no cú, sua vagabunda! Você adora levar rola não é? Então toma! Leva no cú e na buceta…

Aquelas palavras soavam como um afrodisíaco nos meus ouvidos. Fui tomada por uma sensação incrível, que nunca havia sentido antes, uma mistura de dor e prazer. Logo os movimentos ficaram sincronizados. Enquanto um entrava em mim, o outro saía, sentia-me totalmente preenchida quando aquele dois paus se encontravam dentro de mim; o Tesão foi aumentando, e o ritmo das estocadas também. Parecia ser um objeto de prazer nas mãos deles.

-Vai seu filho da puta! Soca essa rola no meu rabo, soca! Me arromba e me rasga toda – eu gritava.

-Olha corninho como ele fode a sua puta! Isso sim é que é um macho de verdade. Olha o tamanho da rola dele! Leva chifre seu corno! Eu estou adorando!

-Vai, soca cachorro safado! Faz comigo o que esse corno não faz….. me arromba toda!….me faz gozar filho da puta!…… mais rápido……ai, não para; isso, assim……não para…..tô gozando……!- gritei e gemi tão alto que acho que o hotel inteiro ouviu.

Nisso, Maurício me agarrou firme pela cintura, e começou a dar vigorosas estocadas no meu cuzinho e gozou fartamente dentro mim. Meu corninho também gozou deliciosamente.

Caímos desfalecidos sobre a cama. Nos recompomos e fomos tomar um banho. Logo em seguida Maurício foi para o seu quarto pois como era sua última noite na cidade, havia marcado de sair com os seus amigos.

Na manhã seguinte fomos acordados com o interfone tocando;- era o Maurício que estava se despedindo. O ônibus da agência de viagens que iria levá-lo até o aeroporto passaria em instantes no hotel. Pedimos que subisse até a nossa suíte.

Quando ele bateu à porta, levantei-me ainda com o meu cuzinho todo dolorido e fui atender a porta, toda peladinha. Abri a porta e puxei-o para dentro. Ele me deu um beijo bem gostoso, senti sua língua toda na minha boca.

Abaixei-me e abri seu zíper e abocanhei aquele pauzão; fui sentindo aquele mastro crescer e endurecer na minha boca. Lambia a cabeça e engolia a sua pica. Maurício gemia gostoso e ordenava que não parasse. Fui aumentando o ritmo do vaivém e da masturbação.

-Vai sua safada, chupa a minha rola, tira todo o leitinho dela…..

Quando vi que o Maurício ia gozar, tentei tirar o pau da boca, mas ele me segurou pelos cabelos e foi socando aquela pica na minha boca e gozou abundantemente. Ele deu um grito de tesão. Sua porra enchia a minha boca e eu ia engolindo tudo. Nunca tinha deixado alguém gozar em minha boca. Sentia o gosto do esperma daquele macho escorrendo pela minha garganta e continuava a chupar e lamber o seu pau. Engoli todo o seu leitinho. A sensação de estar dando prazer a um desconhecido era incrível, me dava mais tesão ainda.

Levantei e dei um beijo no meu marido que estava em pé vendo tudo e se masturbando.

Nos despedimos, e trocamos endereço e telefone.

Depois deste dia, o meu corninho sempre pede para eu deixa-lo gozar em minha boca e me lembro da loucura que fizemos nessa viagem.

Nunca mais tivemos contato com o Maurício, o que para nós foi bom, pois preserva a nossa cumplicidade.

(*) Nome fictício.

8204 views

Contos relacionados

Pegando a empregada bunduda de jeito

Fudendo o cuzinho da empregada bunduda no banheiro de casa ... Um verdadeiro tesão!

LER CONTO

Casal maduro querendo troca

Ola somos um casal maduro, eu com 60, ela 58 anos, somos casados á 38 anos. O que vou conta foi verídico. Minha esposa sempre que está na cama com muito tesão, ela não é de se abrir muito...

LER CONTO

Sexo bom e inesperado

Estava indo jogar uma bolinha, quando meu carro acabou a gasolina e fiquei preso na beira da estrada. Ninguém passava por ali pra eu pedir ajuda, foi quando longe apontou um carro e resolvi fazer...

LER CONTO

Pegando um bronze

Para Os Sacanas, todo dia é dia de sol... Dona Maria e Aninha pegando um bronze e Carlinhos só de olhos nas duas de topless...

LER CONTO

Comi a mais gostosa do busão

Olá! Tenho 20 anos e 1,70. Mulato, com o corpo bem definido graças a prática de Esportes como futebol, Muay-Thai, e Natação, e sou estudante de engenharia. O meu conto de hoje aconteceu algum...

LER CONTO

Transei com minha tia

Ola! Meu nome é Flávio (fictício),  tenho 19 anos, estou vindo aqui pra contar como transei com minha tia de novo. O nome da minha tia é Laura (fictício), ela tem uns 39 anos, baixa, tem uma...

LER CONTO

Fiz minha prima a minha puta favorita

Olá a todos! Minha prima é uma morena, 1,60. Corpo perfeito tipo modelo. Magrinha, 18 anos. Eu e minha prima sempre fomos bons amigos.. Íamos ao colégio juntos. Só que com o passar do tempo...

LER CONTO

Balconista casada transa com cliente

Antes de relatar o conto vou me apresentar.. meu nome é Gabriela (fictício), trabalho numa loja de informática, tenho 47 anos, casada a mais de 25 anos. Nunca tive caso com outro homem, pois...

LER CONTO

Minha esposa devorada por um negão bem dotado

Minha esposa quer dar pra um negão bem dotado.... Essa história, de ela dar pra outro macho começou a 4 meses atrás, quando um cliente dela queria comer ela...o cara não falava abertamente mas...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 1 = ?
Deixe sua imaginação aflorar com os melhores contos eróticos reais do Brasil. Contos Picantes e Sensuais com textos bem formulados, com uma leitura fácil e agradável. São centenas de contos adultos grátis da melhor qualidade com fotos amadoras das histórias de sexo.
porno - xvideos - contos eroticos - contos eróticos - conto erotico - quadrinhos eroticos - contos de sexo - hentai - hentai porno
© 2022 - Contos eróticos → Contos Pornô com Histórias Reais de Sexo